É impossível falar do Rio de Janeiro sem citar suas paisagens, sua cultura ou a hospitalidade de seus moradores. Em seus 456 anos, o Rio acumulou uma rica bagagem histórica e adquiriu características únicas, se tornando conhecida internacionalmente como um cartão postal brasileiro. Porém, além de suas belezas naturais, o Rio tem muito mais a oferecer. Vide algumas curiosidades sobre a Cidade Maravilhosa:

  1. Foi construída às margens de uma das maiores baías do país. 

   A Baía do Guanabara tem aproximadamente 400km², abrange 16 cidades, conta com 53 praias e mais de 100 ilhas. Pano de fundo de pontos icônicos como o Pão de Açúcar, o Cristo Redentor e a Vista Chinesa, este pequeno golfo influenciou diretamente na criação do nome “Rio de Janeiro”. Diz a lenda que, em janeiro de 1502, Gaspar de Lemos batizou a cidade enquanto navegava pela baía, confundindo-a com um rio. O nome popularizou e foi oficializado com o tempo. 

  1. O Calçadão de Copacabana tem origens portuguesas.

   Inspirado no calçamento da Praça do Rocio, em Lisboa, as pedras utilizadas na sua construção vieram diretamente de Portugal. Inicialmente, o desenho das suas ondas era perpendicular ao mar, mas em uma reforma promovida em 1970, o calçadão foi redesenhado pelo paisagista Roberto Burle Marx, ficando mais largo e ganhando o desenho atual, com as ondas paralelas ao mar. 

  1. A cidade é protegida pelo Cristo

   Sendo eleita como uma das 7 Novas Maravilhas do Mundo, nosso Cristo Redentor não serve apenas como ponto turístico. A estátua é atingida por, em média, quatro raios por ano, já tendo sido danificada durante algumas tempestades. Feita de concreto armado e pedra-sabão, foi inaugurada em 1931, após 9 anos de fabricação. O Cristo é a maior escultura no estilo Art-Déco do mundo, projetada pelo engenheiro Heitor da Silva Costa e fabricada na França pelo escultor Paul Landowski. 

  1. Abriga uma das maiores florestas urbanas do mundo

   A Floresta da Tijuca tem um total de 3.953 hectares de Mata Atlântica, resultado do reflorestamento feito por ordem do imperador Dom Pedro II no final do século 19. Além de ser o lar de diversas espécies da fauna e da flora, a Floresta conta com vários pontos turísticos em seu perímetro, incluindo o Corcovado, o Jardim Botânico e o Parque Laje, sendo altamente preservada e admirada por quem a visita.

No dia 1º de março celebramos mais um ano da Cidade Maravilhosa. Em seus 456 anos de história, o Rio de Janeiro continua sendo referência para o nosso país, sendo parada obrigatória para todos que desejam conhecer as origens do povo brasileiro.

Sobre O Autor

Brenda Lopes

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *